My Instagram

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Você sabe o que é felicidade?

A definição do termo é tão complexa que nem a psicologia tem um conceito universal

Provavelmente você busca a felicidade ou se considera feliz; mas consegue definir o termo? A tarefa não é fácil. Para se ter uma idéia da complexidade, nem a psicologia tem um conceito geral sobre o assunto.

"Ainda estamos muito longe de uma definição universalmente aceita para conceituarmos alguns termos. Como exemplos disso, temos problemas ao se estudar algumas temáticas como: o conceito de amor e de felicidade", explica o psicólogo Thiago de Almeida*.

O que se sabe é que a felicidade é relativa e subjetiva, variando de pessoa a pessoa, ou seja, o que faz alguém feliz pode não causar a mesma reação em um outro indivíduo. Thiago afirma que, de acordo com uma nova orientação da psicologia, somos levados a aspirar por uma vida melhor. “Felicidade não é um termo técnico. Quando nos referimos a este termo, costumamos chamar de ´bem estar subjetivo`.”, declara.

A busca

Para entender porque se busca tanto a felicidade, é interessante voltar na história. Desde a Grécia antiga, o filósofo Aristóteles (séc IV a.c.) já defendia que esse sentimento era o principal objetivo de todo ser humano.

"Avançando na linha do tempo, um outro filósofo de nome Bertrand Russel (sec. XIX), concebia a felicidade como um bem a ser conquistado e não como um presente divino. Desta forma, o homem deveria buscá-la, integrando-se com a sociedade no qual está inserido, buscando a felicidade de outrem na mesma medida em que busca a sua própria felicidade", explica o especialista.

O sonho da conquista plena da felicidade requer um certo cuidado, principalmente quando se deseja de forma "perfeita". Segundo Thiago de Almeida, a mídia (novelas, filmes, etc.) propaga esse sentimento de maneira utópica, inalcançável e irreal. "Essa visão fomenta nas pessoas uma procura que muitas vezes acaba por colaborar com sua frustração e evidenciar o quão aquém desta felicidade estipulada como ideal elas estão, do que para ajudá-las e/ou orientá-las a viver uma vida melhor", lamenta.

A felicidade é muito importante, mas o indivíduo não deve exagerar, vivendo compulsivamente em busca dos prazeres e das satisfações de forma gratuita. Na atualidade, há muitas pessoas que se consideram infelizes. Para estas, Thiago aconselha sair mais, conversar com os amigos, etc. "Na mais extrema das hipóteses, procurar um psicoterapeuta a fim de equacionar melhor seus problemas pessoais."

É possível ser feliz sozinho?

A felicidade normalmente é associada ao relacionamento amoroso. Segundo Thiago, uma indevida ligação do conceito destes termos tem sido um dos principais responsáveis pela angústia coletiva a que se tem contato.

"Em se tratando de relacionamentos amorosos, deveríamos nos lembrar de que cada um é responsável pela própria felicidade e que não podemos colocar o peso dessas responsabilidades sobre ninguém. A relação amorosa não tem a função de preencher vazios ou ainda, solucionar a vida de qualquer pessoa", acredita.
Apesar disso, o psicólogo afirma que o amor, principalmente o de natureza romântica, é muito importante para o desenvolvimento da personalidade e crescimento da humanidade. Entretanto, grande parte das pessoas não vive a plenitude de um amor, principalmente por terem conceitos errados e idealizados do que seja.

“Dessa forma, recorrem a estereotipagens amorosas, resultando arremedos afetivos que empobrecem o que concebem por amor, algo que contribui para o enfraquecimento do sentido desta palavra no cotidiano, conseqüentemente, desgastando tanto as pessoas. Assim, pode-se depreender que no mundo há muito amor, todavia concomitantemente há muita solidão", finaliza.


Agência Unipress Internacional
Por Nilbe Shlishia

4 comentários:

  1. Só quem consegue ser feliz sozinho é capaz de ter felicidade com alguém, pois a felicidade vem de dentro e não de fatores externos. Boas férias, meninas! Bjins

    ResponderExcluir
  2. É verdade obreira Lúcia...beijos...

    ResponderExcluir
  3. Paz em Cristo jesus eu gostei muito do teu Blog é mo benção... ((Veja))www.blog-vidaprofetica.blogspot.com deixe um comentaria blz até logo valeuuuuu...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Marina acredito eu que a felicidades são momentos,e quase sempre não conseguimos viver este estado agradecendo,não temos como ser feliz numa constante e o fato de não valorizar o estado feliz faz com que estejamos sempre correndo atrás.
    Este momento para mim é um momento de felicidade,estou lendo um blog muito bom e podendo compartilhar um pouco de minha experiência,Abs e que Deus o abençoe sempre com muitas alegrias.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! God Bles You!